Missas na Capela de São Francisco e história na Igrejinha da Pampulha

Voltando às festas religiosas, a beleza e a arte encontram a Igreja de São Francisco de Assis em Belo Horizonte, a Pampulha mais uma vez recebe fiéis e turistas com a missa dominical

Agora, para participar das celebrações, é necessário um agendamento prévio realizado através do link https://linktr.ee/saofranciscopampulha, O link também está disponível no Facebook e Instagram da capela (@saofranciscopampulha).

Acesse e confira as datas e horários disponível para agendamento. A próxima missa na Capela acontecerá neste domingo, dia 11/07.

Denominada Capela Curial, a igrejinha foi preparada e adaptada seguindo o protocolo estabelecido pelas autoridades públicas em saúde e pela Arquidiocese de BH, para garantir o distanciamento social e outras medidas necessárias à prevenção da COVID-19. O local, originalmente capaz de receber 85 pessoas, acolherá grupos menores para as missas, e até três pessoas, para visitas em outros momentos. Nas missas, haverá uma intercalação entre bancos ocupados e vazios. E cada banco acolherá apenas duas pessoas. 

Fique atento às normas de sanitização:

  • Uso obrigatório de máscaras no interior do templo
  • Aferição da temperatura das pessoas na entrada da Igrejinha.
  • Serão disponibilizados tapetes sanitizantes e álcool em gel.
  • Os bancos, originalmente capazes de acomodar até cinco pessoas, receberão, no máximo, dois visitantes.
  • Haverá intercalação entre bancos ocupados e bancos vazios, para garantir o distanciamento mínimo de dois metros.
  • O interior do templo será higienizado antes e depois das visitas.

História em cartilhas

A bela história da Capela Curial São Francisco de Assis pode ser conhecida por meio das cartilhas Educação e Patrimônio, que podem ser baixadas em formato digital no instagram da capela. Já estão disponíveis duas edições desta série que tem como objetivo resgastar a história através da educação patrimonial, levando ao público conhecimento sobre o espaço e as obras que compõem o acervo da igrajinha.

Faça uma visita à Igreja de São Francisco de Assis

O edifício está situado em uma península larga, em meio a um grande jardim projetado por Burle Marx, e tem sua entrada voltada para o nascer do sol e para a lagoa da Pampulha. Suas cinco “cascas” articuladas, com diferentes alturas, encaixam-se formando os espaços que guardam obras de arte como o painel pictórico e o painel de azulejos, em que Portinari retrata São Francisco; a Via Sacra, também de Portinari; os mosaicos azuis de Paulo Werneck, que se tornaram uma referência e parte da identidade marcante da Igreja; e o batistério em baixo relevo em bronze de Alfredo Ceschiatti, que retrata passagens bíblicas sobre Adão e Eva.

Via: Viver Pampulha