‘Walking tour’ caminhadas irá mostrar a capital mineira e é grátis, conheça!

A partir deste sábado (6), começa em Belo Horizonte a nova versão do “Uai a Pé”. As visitas guiadas são inspiradas em “passeios a pé” em muitas cidades ao redor do mundo.

A ideia é oferecer um passeio gratuito de cunho turístico e realizado a pé. Os ingressos desta edição de primavera já estão disponíveis para retirada.

Os passeios estão agendado para os dias 6, 7, 14, 21 e 27 de novembro. Com o tema “Cultura e Política Mineira”, o “walking tour” pretende apresentar, no primeiro dia, a história cultural e o papel político da capital ao longo de sua história, passando por importantes edificações. Segundo o organizador, por meio das praças e prédios, o participante poderá conhecer sobre a história, as articulações de grande impacto e os edifícios de BH.

Os ingressos são gratuitos, limitados e devem ser retirados com antecedência no site do Visite Beagá (acesse aqui). Confira programação:

Programação

A edição de Primavera terá cinco passeios diferentes. Todos têm a mediação de um profissional guia de turismo credenciado pelo Ministério do Turismo do Brasil. O organizador recomenda a utilização de filtro solar, roupas leves e calçados confortáveis. O participante também deve levar capa de chuva e garrafa de água.

O tour não inclui transporte até o local, itens de utilização pessoal nem outras despesas.

06/11

O passeio vai acontecer na região Central de Belo Horizonte. O tempo de atividade é de duas a quatro horas. O ponto de encontro será em frente à Igreja Nossa Senhora de Fátima, localizada na Praça da Assembleia. A caminhada vai da Praça da Assembleia para a Praça da Liberdade, passando pela rua Rodrigues Caldas, rua Antônio Aleixo, Minas Tênis Clube e Palácio dos Despachos (Casa FIAT de Cultura).

Em seguida, os participantes seguem no Palácio da Liberdade, na rua da Bahia, BDMG Cultural, Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, Edifício Arcângelo Maletta, Museu da Moda, Prefeitura de Belo Horizonte, Tribunal de Justiça, Museu do Judiciário Mineiro, avenida Afonso Pena, Edifício Acaiaca, Praça Sete e Praça da Estação.

No final, há um show musical com Flávio Penido e uma roda de diálogo no 104 Café, na praça Rui Barbosa.

07/11

O passeio vai acontecer no Circuito Liberdade, na praça de mesmo nome, com o objetivo de mostrar os importantes pontos culturais deste circuito. “O complexo de museus e edifícios da região da Praça da Liberdade carregam grandes histórias da arte, da cultura e da política de Minas Gerais. Esse passeio irá lhe mostrar um novo olhar da cidade através desses espaços”, promete o organizador.

O tempo de atividade é de duas a quatro horas. O ponto de encontro será em frente ao Coreto da Praça da Liberdade. A caminhada vai da Praça da Liberdade para a avenida João Pinheiro, rua da Bahia, Palácio da Liberdade, MM Gerdau, Memorial Minas Gerais Vale, Casa do Patrimônio (IEPHA), CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil) BH, Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, Rainha da Sucata (FUNARTE), Espaço do Conhecimento UFMG, Escola de Design UEMG até a Casa FIAT de Cultura.

No final, há um show musical com Bianca Luar e uma roda de diálogo no BR Hostel.

14/11

O passeio vai acontecer no Circuito Cultural Praça da Estação. “Você realizará uma imersão na história da cidade de Belo Horizonte no lugar que tudo começou, a porta de entrada e saída da nova capital. Materiais, pessoas e ideias transitaram e ainda persiste nesta região de muita cultura”, pontua o organizador.

O tempo de atividade é de duas a quatro horas. O ponto de encontro será em frente ao Central Cultural da UFMG. A caminhada passa pelo Conjunto Arquitetônico da Praça da Estação, Complexo Casa do Conde, Centro Cultural UFMG, Companhia Industrial Belo Horizonte (CentoeQuatro), Serraria Souza Pinto, Praça da Estação, Monumento a Terra Mineira, Estação Ferroviária Vitória/Minas, Metro, Museu de Artes e Ofícios e Centro de Memória da Engenharia.

Em seguida, o passeio também passa pelo Hotel Itatiaia, Sul América Hotel, Amazonas Palace Hotel, Edifício sede da RFFSA, Centro de Referência da Juventude, Edifício Chagas Dória, Viaduto Santa Tereza e Viaduto da Floresta. No final, há um show musical com Dan Oliveira e uma roda de diálogo no 104 Café, na praça Rui Barbosa.

21/11

O passeio vai acontecer na Zona Cultural Praça da Estação, de 13h30 às 15h, com o objetivo de proporcionar aos participantes uma vivência no entorno do Museu de Artes e Ofícios, conhecer parte do acervo e desfrutar de um show de música ao vivo. O tempo de atividade é de uma a duas horas.

A caminhada passa pelo Conjunto Arquitetônico da Praça da Estação, pela Companhia Industrial Belo Horizonte (CentoeQuatro), Praça da Estação, Monumento a Terra Mineira, Estação Ferroviária Vitória/Minas, Metro, Museu de Artes e Ofícios e Centro de Referência da Juventude.

27/11

O último roteiro, “Belo Horizonte Urbana: Artes Visuais”, reúne várias perspectivas da arte urbana na cidade, com base no Cura (Circuito Urbano de Arte).

História

O “Uai a Pé” acontece na capital mineira desde 2016, às vésperas da atribuição do título de Patrimônio Cultural da Humanidade ao Conjunto Moderno da Pampulha. Dentre os anos de 2017 e 2020, foram realizadas edições especiais com a participação de turistas e moradores da cidade. Já em 2021, ainda não houve uma edição, já que a pandemia de Covid-19 impediu a realização do evento, mas um ciclo formativo foi feito para capacitar os guias de turismo na realizações dos passeios.

“Sempre com muita dedicação e carinho, o ‘Uai a Pé’ buscou apresentar as potencialidades turísticas, valorizar a cultura, o patrimônio e a história de Belo Horizonte, através das apresentações feitas pelo guia de turismo em cada passeio. Buscamos também promover os meios de hospedagem, os espaços culturais, os estabelecimentos gastronômicos e os artistas musicais, que sofreram muito com a crise enfrentada pelo país”, afirma o “Uai a Pé” em postagem no Instagram.

Via: BHAZ